Curso de Técnico de Segurança no Trabalho – NIVEL IV

Curso de Técnico de Segurança no Trabalho – Nível IV

A obtenção da qualificação de Técnico/a de Segurança a partir de uma formação desenvolvida com base neste referencial possibilita o acesso ao título profissional como técnico de segurança no trabalho, junto da entidade reguladora (Autoridade para as condições de trabalho) em conformidade com a legislação enquadradora (Lei nº 42/2012 de 28 de agosto que aprova os regimes de acesso e de exercício da profissão).

Designação do curso

Curso de Técnico de Segurança no Trabalho – Nível IV

Duração do curso

O curso terá a duração de 1210 Horas

Destinatários

Candidatos que possuam o 12º ano de escolaridade.

Locais de realização

Aveiro

Vila Nova de Gaia

Coimbra

Horário

Laboral: das 9H00- 13H00 e 14H00 – 18H00 (8 Horas/dia)

Pós –laboral: 19H00-24H00 (5 Horas/dia)

Datas de realização

Início: A definir

Duração: 12 meses

Condições de Pagamento

A definir…

Objetivos gerais

Este curso tem como objetivos formar Técnicos de Segurança no Trabalho que, de forma autónoma ou integrado numa equipa, possam aplicar os instrumentos, metodologias e técnicas específicas para o desenvolvimento das atividades de prevenção e proteção contra riscos profissionais.

Objetivos específicos

  • Colaborar no planeamento e na implementação do Sistema de Gestão de Prevenção da Empresa.
  • Colaborar no processo de avaliação de riscos profissionais e desenvolver e implementar as medidas de prevenção e proteção.
  • Desenvolver e implementar medidas de prevenção e de proteção.
  • Colaborar na conceção ou reengenharia de locais, postos e processos de trabalho.
  • Colaborar no processo de utilização de recursos externos nas atividades de prevenção e proteção.
  • Assegurar a organização da documentação necessária ao desenvolvimento da prevenção na empresa.
  • Colaborar nos processos de informação e formação dos trabalhadores e demais intervenientes nos locais de trabalho.
  • Colaborar na integração da prevenção no sistema de comunicação da empresa.
  • Colaborar no desenvolvimento de processos de consulta e de participação dos trabalhadores.
  • Colaborar no desenvolvimento das relações da empresa com os organismos da rede de segurança e prevenção.

Componente formativa

Formação tecnológica em sala – 1000 Horas

Formação Prática em contexto de Trabalho – 210 Horas

Metodologia de Avaliação.

As diversas fases da avaliação são  baseadas nos seguintes níveis de avaliação:

Nível 1 – reacção (enfoque: satisfação, percepção, opinião…)

Nível 2 – aprendizagem (enfoque: saberes, saberes-fazer técnicos, sociais e relacionais adquiridos)

Nível 2: Avaliação de aprendizagem

A avaliação de aprendizagem tem como objectivos medir os conhecimentos e competências adquiridos pelos formandos aos níveis do saber, saber-fazer, sociais e relacionais. Incide na forma como cada formando atingiu os objectivos pedagógicos relativos a cada módulo e nos comportamentos relativamente a parâmetros do tipo participação, comunicação/relações interpessoais e responsabilidade.

A avaliação de aprendizagem tem em conta as diversas componentes:

  • Avaliação diagnostica
  • Avaliação comportamental
  • Avaliação cognitiva
  • Avaliação formativa de cada módulo (ao nível da demonstração de saberes adquiridos na formação)

Avaliação Diagnostica

Este tipo de avaliação é obrigatória e tem como objectivos  averiguar se o formando domina os conhecimentos fundamentais necessários para acompanhar normalmente o processo formativo em que se integra, nomeadamente ao nível dos saberes. Este tipo de avaliação será efectuado mediante a realização de uma ficha de avaliação diagnostica não sendo relevante para a avaliação final.

Avaliação Comportamental

A avaliação comportamental tem por objectivo a aferição do desenvolvimento pessoal e relacional, relativamente aos seguintes parâmetros:

  • Participação nas sessões de formação
  • Interesse demonstrado pelos conteúdos abordados ao longo das sessões de formação.
  • Capacidade e participação no trabalho em equipa
  • Pontualidade
  • Comunicação/relações interpessoais com o formador, outros agentes da formação e restantes participantes da formação.
  • Sentido de responsabilidade

A avaliação dos parâmetros será feita utilizando uma escala quantitativa de 0 a 20 sendo 0- muito insuficiente e 20 – Muito Bom

O registo destas avaliações será efectuado pelo formador na ficha de avaliação dos formandos

Avaliação Cognitiva

Os formandos serão sujeitos a uma avaliação que traduzirá a suficiência das aquisições ao nível do conhecimento. Durante as sessões de formação os formadores deverão efectuar o acompanhamento/controlo do progresso registado na aprendizagem dos formandos. Devem ter em conta o ritmo de aprendizagem individual de cada um para que possam ser atingidos os objectivos relativos a cada conteúdo programático. Este controlo deverá ter em conta os parâmetros relativos a:

  • Aplicação de conhecimentos em novas situações;
  • Progressão dos conhecimentos ao longo do módulo e criatividade no desenvolvimento de novas metodologias e situações;

A classificação destes parâmetros é traduzida numa escala A avaliação dos parâmetros será feita utilizando uma escala quantitativa de 0 a 20 sendo 0- muito insuficiente e 20 – Muito Bom.

Avaliação formativa de cada módulo

No final de cada módulo será realizada uma avaliação final que traduzirá os conhecimentos e competências adquiridas pelos formandos. Esta avaliação formativa será efectuada mediante a realização de testes formativos no último dia de cada módulo, com duração de 2 horas e através da realização de trabalhos práticos em grupos de 3 formandos, onde serão abordados as temáticas leccionadas nas sessões de formação. A ponderação será de 55% nos testes e 45% nos trabalhos práticos. A não realização ou falta de aproveitamento de qualquer uma destas componentes ou de avaliação implica a repetição  do módulo (UFCD).

A classificação dos testes e dos trabalhos práticos será efectuada numa escala de 1 a 20 traduzida na seguinte escala qualitativa:

De 0 a 5 – Muito insuficiente (1);

De 6 a 9 – Insuficiente (2);

De 10 a 13 – Suficiente (3);

De 14 – 17 – Bom (4);

De 17 a 20 – Muito bom (5).

A avaliação final dos formandos será efectuada tendo em conta 60% da avaliação formativa, 20 % da avaliação cognitiva e 20% da avaliação comportamental.

Os resultados da avaliação final serão divulgados aos formandos num prazo máximo de um mês após decorridos os testes ou apresentados os trabalhos. A apresentação dos resultados será efectuada pelo coordenador do curso mediante a apresentação aos formandos da grelha de avaliação final.

O resultado final está, todavia, dependente do preenchimento dos seguintes requisitos:

– Assiduidade mínima de 95 %.

– Classificação Positiva em cada módulo, nos termos do Regulamento

Para mais informações contacte 234348502 / 964376734 ou info@forseguro.pt

Contacte-nos

O seu nome (obrigatório)

O seu email (obrigatório)

Assunto

A sua mensagem